Primeira Linha Tática de Defesa Avançada


2

Sim, eu vivo em função de paixões, elas são motores que me impulsionam e motivam. Mas entendo que “paixão” tem um sentido bastante amplo.

Minha história é marcada por paixões e quase todos os dias sou vítima de emoções derivadas desse sentimento, confesso que sou dependente, não imagino como seria diferente. Normalmente, quando estou nesse estado, consigo extrair o melhor de mim.

Mas tenho percebido que o processo e as características da paixão foram se modificando ao passar dos anos. Se antes era impulsiva e inconsequente, hoje ela é moderada, seletiva e, na medida do possível, controlada e canalizada para o que realmente acredito ser importante. Descrevendo assim, até parece me tornei uma pessoa chata. Garanto que não… sempre fui!

Sobre paixões pelas mulheres? Considerando que sou homem, hétero, tenho certeza que seria óbvio falar especificamente sobre esse tipo. Como disse anteriormente, as coisas tem mudado…

Calma, continuo hétero!!!

Atualmente mais me encanto (sentimento derivado) pelas mulheres que me apaixono. Penso que uma nova paixão somente viria em duas circunstâncias: por uma situação de intensa curiosidade ou por um momento de descuido, em que eu baixasse a “primeira linha tática de defesa avançada” … sei que isso seria difícil, mas não impossível.

Para finalizar, só quero dizer uma coisa: as mulheres por quem me apaixonei são todas maravilhosas, cada uma a sua maneira e todas elas deixaram agradáveis cicatrizes, como tatuagens que marcaram alguma parte do meu corpo… sem mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s